Como se dar bem nos seminários

maio 14, 2015

OOOOOOOI, GENTE!!!!! Em caixa alta porque eu estou super animada em finalmente postar no blog depois de séculos, uhu. Gente, realmente fazer faculdade é cansativo e olha que eu só tenho 3 dias de aula por semana. No começo eu ficava bem triste por ter poucas aulas, mas quando começaram as provas e os seminários, eu dei graças a Deus, ahaha. E pensando nessa loucura que sofri e ainda estou sofrendo de uma prova atrás da outra, de seminário um atrás do outro, eu resolvi fazer esse post com dicas para não deixar o nervoso ser maior que você na hora de uma apresentação. Eu não sei vocês, mas eu fico bem tensa, nervosa e com vergonha de falar em público, aí vocês me perguntam o que eu estou fazendo no jornalismo… As vezes me pergunto isso também, haha. Mas o legal é você superar seus “medos”, né? Já paguei muito mico na frente das minhas turmas no colégio, esquecia o que eu ia falar, as palavras fugiam da mente, gaguejava, me perdia nas minhas colinhas, simplesmente UM DESASTRE! Quem estudou comigo sabe bem, rs. Mas, todos meus micos me serviram de lição e EU ACHO que hoje estou um pouco melhor nisso, ou não. Chega de blá blá blá e vamos para as dicas. Uma coisa que eu super aprendi é que não se deve fazer texto e decorar pra apresentar, pois isso só atrapalha. Você esquece uma palavra do texto e tudo desanda. Muito melhor aprender um pouco do que você vai falar e na hora explicar do seu jeito, o que entendeu. Colinha no papel vale? VALEEEE! Mas não pegue como cola um texto imenso, vai que você esquece uma coisinha básica, imagina pra achar ela numa bíblia? haha. Coloque palavras chaves na colinha, datas, nomes, essas coisas que vão fazer te lembrar do contexto. Outra dica de ouro: se você tem vergonha das várias pessoas te olhando, olhe para pontos estratégicos, tipo a parede do fundo da sala, por cima da cabeça dos alunos, ou para pessoas que você tem mais intimidade. Mas nunca, nunca, olhe só para o professor, isso é bem estranho e chato. E a última dica, é aquela que todo mundo dá: ficar segurando uma caneta. Na minha opinião dá super certo, pois você “desconta” toda a ansiedade e nervoso nela, assim não fica com as mãos voando enquanto fala.  Mas, claro que aquelas canetas que fazem “tec tec tec” não são nada legais para o momento, são bem irritantes. Bem, por hoje é só ): espero que vocês tenham gostado do post. E antes de ir, queria agradecer a vocês que elogiam o blog, que me parabenizam por ele. Fico feliz em saber que estou agradando e também servindo de inspiração para outras meninas que sempre tiveram vontade de criar um blog, mas nunca tiveram coragem. Vocês são lindos, até o próximo post.

Talvez você goste também!

0 comentários